quinta-feira, 31 de março de 2016

Comer, Rezar, Amar (Resenha - Resumo)


Uma jornalista e escritora nova-iorquina, bem sucedida, casada, porém depressiva. Se amarrada num casamento onde não é feliz. Toma uma grande decisão, se separar do marido e entrar numa jornada de um ano para conhecer seus três países favoritos: Itália, Índia e Indonésia.

Muito machucada, depois da separação e de um namoro que não deu certo logo após o divorcio. Liz vai para a Itália, COMER e muito! Lá ela além de comer, aprende italiano, uma língua a qual admira muito. Faz novos amigos e fica lá por quatro meses.

Ás vésperas do ano novo, Elizabeth chega a índia para REZAR. Ela tem uma maravilhosa passagem de ano no Ashram (local onde pessoas têm retiros religiosos hinduístas). Lá ela fica mais próxima de Deus e passa entender seu interior. Depois de mais quatro meses, a jornalista sai de lá renovada, com feridas e machucados cicatrizados.

Enfim, Indonésia. A escritora vira amiga de um curandeiro indonésio, o qual a sua com sua nova prática, a meditação. É nesse paraíso que sem querer Liz passa a AMAR novamente. Curada, ela conhece Felipe, um rapaz brasileiro e muito romântico e carinhoso. Eles vivem uma grande história de amor, história essa que rende um casamento que dura até hoje.

Essa história real da jornalista e escritora Elizabeth Gilbert mostra a superação de uma mulher depressiva e descrente do amor. Indico a todos lerem e se inspirarem.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Para Sempre (Resenha - Resumo)


O livro começa com Kim Carpenter contando como conheceu Krickitt. Tudo começou em 1992, mesmo sem internet e toda modernidade de hoje, eles tiveram um relacionamento à distância. Se conheceram por telefone quando Kim precisou comprar jaquetas esportivas, e a vendedora era Krickitt. Ele era do estado do Novo México e ela morava na Califórnia. Depois de muitos telefonemas, eles enviaram foto um para o outro e logo estavam se conhecendo pessoalmente. Bastou pouco tempo para ambos se apaixonarem e saberem que era aquilo que queriam para a vida toda. Kim a pediu em casamento, e Krickitt deixou tudo para trás na Califórnia e foi morar com seu marido em Las Vegas, Novo México.

Faziam dois meses que eles estavam casados, e o final de ano chegou, com ele O Dia de Ação de Graças. Krickitt e Kim estavam animados para seu primeiro feriado juntos. Eles decidiram ir de carro até Phoenix - Arizona, onde os pais de Krickitt moravam, e lá passariam esse dia especial com eles e toda sua família. Um amigo deles pegou carona, ele iria até Albuquerque no Novo México. Kim estava dirigindo, mas um resfriado o pegou. Eles param no caminho para comprar remédios, ele foi deitado no banco de trás, e o amigo na frente com Krickitt dirigindo o carro. Eles saíram a tarde de Las Vegas e deveriam chegar a Phoenix meia noite.

Já era noite e eles estavam na cidade de Gallup, ainda no Novo México, quando eles se envolveram numa colisão com um caminhão e uma caminhonete. O caminhão trafegava em baixa velocidade, porém, Krickitt não conseguiu enxergar, pois uma fumaça preta produzida pelo caminhão impediu sua visão, para desviar ela pisou no freio com força e empurrou o carro para a esquerda, e uma caminhonete que vinha atrás chocou com o carro deles.


Todos ficaram feridos e Krickitt em pior estado, ela ficou presa entre o banco e o volante de cabeça para baixo, pois o carro virou. Kim e seu amigo foram levados para o hospital, mas Krickitt continuou ali sendo retirada do carro com muito cuidado, pois ela parecia ter se ferido gravemente na cabeça. Quando Krickitt chegou ao hospital todas a atenções se concentraram nela por estar em pior estado. E os médicos decidiram levá-la de helicóptero a um hospital universitário em Albuquerque para tentar salvar a vida dela, mesmo eles dizendo que o que ocorreu fora muito grave e ela não resistiria.

Kim mesmo muito ferido, saiu do hospital em Gallet e foi de carro com seu pai e um amigo para Albuquerque, ele queria estar ao lado da mulher e temia pela vida de sua amada. Krickitt sofreu um grave dano cerebral, ao qual ela esteve um tempo em coma, e a partir dali teve que ir para um centro de reabilitação em Phoenix, e por um milagre sobreviveu. Seu marido, sempre esteve ao lado dela, deixou de canto o trabalho para se dedicar a sua mulher. Mas a situação ficaria mais difícil ainda, pelo dano cerebral ela não se lembrava de coisas que haviam acontecido há um ano e meio, bem a época que o casal se conheceu, namorou e casou. Além disso, a jovem se tornou uma pessoa agressiva, que se irritava fácil.

Mesmo assim, Kim não desistiu da esposa. Mesmo ela não se lembrando dele e sempre falando que o odiava. Ele estava firme em cumprir os juramentos que fizera no altar a amada, e lutou para reconquistá-la e reabilitá-la. Consequentemente, Krickitt se apaixonou de novo pelo seu marido e três anos depois se casou novamente com ele.


Até hoje ela não recuperou as lembranças do primeiro casamento. Mas Kim não desistiu de seu casamento e colheu bons frutos. Hoje tem uma família linda, uma esposa e dois filhos, um menino e uma menina. E a história deles ainda virou um filme estrelado por Rachel McAdams e Channing Tatum.

É uma linda história de amor e superação! Como diz Kim no livro, num mundo onde promessas não valem nada, votos de casamento não valem nada. Ele cumpriu com seus votos no altar de amar Krickitt e protegê-la até a morte. Indico a todos esse livro!